sábado, 17 de janeiro de 2009

Lembranças

Da infância tão alegre
dos amigos da escola
das brincadeiras inocentes
do luar, que iluminava a minha rua
daquele céu tão azul
estrelas, até no chão
caindo entre as arvores
refletidas na lagoa,
tudo era tão bonito!
mas que pena acabou.

Das sombras daquelas arvores
onde eu ficava sentada
rabiscando ilusões
sonhos e fantasias
dali eu me transportava
para um mundo tão bonito!

Lá eu criava castelos
e podia habitar.
eu falava com os anjos
e eles me respondiam
tudo era tão bonito!
E eu não queria voltar.

Das historias tão bonitas
que minha avó me contava
todas eram Tão reais
que eu não cansava de ouvir
de tesouros enterrados
mais ninguém nunca sabia
onde havia tanto ouro
e assim ia vivendo no
mundo da fantasia
como eu era criança
tudo aquilo era real.

neste mundo eu usava
vestido de seda pura
cabelos longos ao vento
pés descalço relva verde
flores do campo eu colhia
colocava nos cabelos
e me tornava princesa
e acreditava que o
rei Midas existia.

Naquele riacho amigo
eu sentava pra olhar
a água era cristalina
via pedrinhas rolando
na correnteza sumiam
outras coitadas tentavam
mais não saiam do lugar

naquele riacho amigo
eu sentava pra pensar
a beleza era tão grande!
Que eu começava a sonhar
viajava pra tão longe...
que era difícil voltar
via folhas e garranchos
descendo naquelas águas
e a correnteza levava
até os meus pensamentos
e nas curvas do riacho
muitas vezes se encalhavam.

Em todas as minhas noites
existia vaga-lumes
brilhavam por toda parte
era no meio das arvores
e nas flores do jardim
mais pareciam estrelas
num eterno pisca pisca
tudo era tão bonito
e os meus olhos não cansavam
de tanta beleza olhar.

Autora: Trerezinha C Werson

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores