terça-feira, 31 de agosto de 2010

Um raio de sol

Um raio de sol

Na sala um raio de sol
Uma mesinha caderno e caneta
Tento escrever inspiração nenhuma
Olho lá fora através da cortina
Branca e transparente
Que parece brincar com o vento.


Olho vejo o tempo passando
Manhã sol entardecer colorido
A noite chega silenciosa...
Tento escrever inspiração nenhuma.


Novamente olho o tempo passando...
Primavera: flores borboletas tudo é belo
Vejo o tempo passando
Verão muita luz calor praia.


Outono folhas cobrindo o chão
Arvores amarelada.
Inverno frio chuvoso nebuloso
Vejo o tempo acabando.


A cortina branca transparente
Num leve balanço a brincar com o vento
Eu? Sem inspiração
E o tempo acabou...


Terezinha C Werson







Primavera alegre

Flores de tantas cores
De tantos perfumes
Os campos todos floridos
Nos jardins tanta beleza!

O riacho corre lento
Esperando uma flor cair
Pra levar na correnteza.

A esperança renasce
A brisa bem leve passa
Roçando na primavera
Com medo de machucar.
.
Dias e noites mais belos
Por causa da primavera
Os dias têm sol ameno
Para as flores não queimar.

Terezinha C Werson
7/8/2010

ACOSTUMEI

ACOSTUMEI


A andar só
E por caminhos estreitos.


A dizer sim quando não quero
Evito contendas.

Acostumei a com as insatisfações
Que a vida me reserva.
A sorrir, quando o desejo é chorar
Acostumei com a indiferença
Do meu próximo.

Ficar muda, quando quero falar
A fingir surdez, quando tudo ouço
A escrever e não falar.

TEREZINHA C WERSON
31/8/2010







 Por largas estradas...

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores