terça-feira, 12 de setembro de 2017

NAS PEDRAS DA ESTRADA.
Nas pedras empoeiradas da estrada
Eu rabiscava poemas

E o vento apagava.
Com o vento eu brigava
Eu rabiscava, ele apagava
De tanto que rabisquei
O vento se aquietou
Os versos que rabisquei
Nunca mais ele apagou.
Se passar naquela estrada
Olhe naquelas pedras
Os meus versos estão gravados
Nas pedras daquela estrada.
Terezinha C Werson

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores