sexta-feira, 23 de novembro de 2012

NOITE SONO...


Noite sono.

Amanheceu... Uma leve réstia
De sol penetrava
Pelas frestas da veneziana
Levantei-me, arrumei os cabelos.
Olhei-me no espelho
Vi uma imagem embaçada
A alma encolhida.
Olhei novamente...
Dos olhos gotas
Teimavam em cair na face.
Novamente passo as mãos
No rosto úmido
Enxuguei com suavidade os olhos.
Olhei outra vez no espelho
A imagem não estava  embaçada
Mas a alma estava gritando
Um grito angustiante
Só quem ouvia
Era Deus...
Terezinha C Werson23/11/2012


ESTRADA NA SERRA


Estrada na serra.

Hoje me encontro
Naquela estrada
Nas serra, onde a muito
Tempo escrevi uma reflexão.
Aqui estou novamente
O sol é escaldante,
Vou subindo lentamente
Tenho medo de cair.
Ando... Paro...
Olho onde piso
Ouço o barulho
Das pedrinhas que
Vão rolando
Na serra.
Tomo muito cuidado
Pois tenho medo de cair.
A subida é longa...
O sol quente me castiga
Sinto sede.
Mas preciso prosseguir...
Com cuidado nas pedrinhas
Não pisar.
Tenho medo de cair.
Ufa! Cansei-me...
Sai fumaça deste chão
Preciso me sentar
Como? Nem uma sombra
Existe, dê belo só vejo
O azul. Que me cobre como
Um manto, na caminhada
Prossigo, não posso desistir.
Falei com Deus.
Logo senti sua mão
Tocando no meu ombro.
Ouvi uma voz suave
Que dizia:
Prossiga na caminhada
Eu estou sempre ao teu lado.
Vou saciar tua sede
Este sol amenizar.
 Sobre a tua cabeça
Colocarei este manto.
Terezinha C Werson
23/11/2012

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores