sexta-feira, 23 de novembro de 2012

NOITE SONO...


Noite sono.

Amanheceu... Uma leve réstia
De sol penetrava
Pelas frestas da veneziana
Levantei-me, arrumei os cabelos.
Olhei-me no espelho
Vi uma imagem embaçada
A alma encolhida.
Olhei novamente...
Dos olhos gotas
Teimavam em cair na face.
Novamente passo as mãos
No rosto úmido
Enxuguei com suavidade os olhos.
Olhei outra vez no espelho
A imagem não estava  embaçada
Mas a alma estava gritando
Um grito angustiante
Só quem ouvia
Era Deus...
Terezinha C Werson23/11/2012


Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores