quinta-feira, 1 de novembro de 2012

REFLEXAO


Reflexão        

                                                                                                                                               
Morremos lentamente 
Quando concordamos
Com tudo que os outros
Querem que façamos.
E mesmo sem aceitar
Calamo-nos e aceitamos,
Para que não haja contendas.
Morremos lentamente
Quando o grito fica reprimido
A dor fica tão grande
Que nem respiramos.
Morremos lentamente
Quando tudo a nossa volta
Está errado
E tentamos
 Fazer de conta
Que tudo está bom.
Morremos lentamente
Quando desejamos
Sumir na imensidão
Quando os sonhos
Terminam  
E as esperanças
Para bem distante voaram.
Quando nosso desejo
È calar, e não ouvir.
Estado terminal
Alma entristecida
Coração esse coitado
Esta morrendo.
Terezinha C Werson
1/11/2012


Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores