quarta-feira, 14 de março de 2018

Pensei que sabia muito, descobri que nada sei. Cada dia um novo aprendizado.
Ao longo dos anos caminhei por varias
estradas. Sempre olhando para o chão
Com medo de machucar-me me desviava das pedras e dos espinhos.
Esqueci-me de olhar para as margens da estrada, de olhar para as planícies.
Bosques e montanhas. Perdi meu tempo olhando para pedras e espinhos
Ao invés de olhar para beleza que caminhava ao meu lado. Aprendi:
Quando volto a caminhar pelas estradas da vida, olho mais para beleza
Da natureza, e vejo com e belo o nascer da flor do campo, das arvores
Que margeiam a estrada, dos pássaros e borboletas que voam por entre os galhos,
Do ninho onde se aninham os filhotes dos passarinhos. Olho mais para as montanhas
Distantes, onde ao amanhecer o sol surge vagaroso, e ao entardecer ele volta a se esconder.
Olho mais para relva verde onde cansada me sento. E assim deixei de lado as pedras e os
Espinhos, e passei a contemplar a beleza do azul e verde que enfeitam esse belo
Jardim que se chama imensidão... E assim aprendi a caminhar bem... devagar...
No silencio da estrada, só eu e Deus.
TEREZINHA C WERSON
quarta-feira, 14 de março de 2018



Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores