quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

O tempo é tão curto.

O tempo é tão curto.


O tempo é muito curto
Passa como vento
Você nem vê
Que pena!
Passamos a maior parte do tempo
Preocupando-nos
Com coisas inúteis
Enquanto isso ele passa
Deixamos que a vida vá embora
Com o tempo...
Sem perceber que tudo
Passa com o vento
Infância, juventude,
Enfim, chegamos ao fim
E o tempo curto acabou...
E nada restou.


Terezinha C Werson
19/1/2011

2 comentários:

Maria disse...

Amiga, estou retribuindo a sua amável visita ao meu humilde cantinho, é sempre uma alegria enorme ver chegar mais uma amiga.
Os seus poemas são lindos. Adorei o seu blog, um espaço bonito e de extremo bom gosto, irei acompanhar com imenso prazer.
Um maravilhoso Fim-de-semana
Beijinhos
Maria

Fátima disse...

Pois é, o tempo é como o vento.
Resseca a gente.
Bate forte!
Chega rápido
traz a morte.
E a gente nem vê.
Que a vida passa.

Com carinho
Fátima

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores