quinta-feira, 7 de julho de 2011

ESTRADAS E ATALHOS


Estradas e atalhos.

Por estradas e atalhos
Muito andei...

Tirei pedras
Colhi flores.

De cobras e escorpiões
Desviei-me.

Entre pássaros e borboletas
Eu voei...

O sol forte me queimou
Mas na sombra da palmeira
Descansei...

Ventania e poeira
O meu corpo maltrataram
Cai chorei...
Na minha fé eu vacilei.

Nas estradas e atalhos
Uma fonte eu achei
Minha sede saciei...
Essa fonte é JESUS.

Terezinha C Werson

Um comentário:

Verânia Aguiar disse...

seu poema é muito bom :)

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores