quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Súplica da terra.



Súplica da terra.

Senhor sou árvore ressequida
Meus galhos como braços
Ergo aos céus em oração
Manda chuva meu Senhor.

Os rios secos lamentam...
Meu leito está tão seco
Nem uma gota de água
Meu Senhor, só tem pedras
Manda chuva meu Senhor...

Do fundo destas crateras
Sai fogo meu salvador
Pra apagar estas chamas
Manda chuva meu Senhor.

Sou pássaro gosto da terra
Mais essa chuva não chega
Pra não morrer de fome e sede
Vou migrar procurar chuva.

Plantação:
Sou alimento deste povo
Mais o sol esta me queimando
Se a chuva não vier
Logo sei vou morrer.

E coitado desse povo sem água
E sem alimento
Ou parte para outras bandas
Ou com certeza vão morrer.

Senhor olha a alma desse
Povo tão sofrido e sem esperança.
Esquecido e humilhado
Essa terra tão sofrida
Só quer chuva meu Senhor.

Ver todas as árvores floridas
As crateras trasbordando
O leito do rio cheio
Lavando todas as pedras.

Colheita em abundância
A volta dos passarinhos
E o nordestino contente
Colhendo seu alimento
Se banhando neste rio
E saciando a sede.

Terezinha C Werson
8/11/2010



Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores