quarta-feira, 14 de setembro de 2011

UMA JANELA PARA O INFINITO

Uma janela para o infinito.






Certa noite eu tive um sonho
Muito bonito
Passei um dia atribulado
E cansado.
Deitei, mas não conseguia
Adormecer, enfim adormeci.
Tive um sonho
Muito interessante...
Eu me encontrava em um quarto,
Pequeno e escuro,
As paredes altas
Não havia portas.
Havia uma pequena janela
Quase no teto
Pensava: Como sairei?
Sentia-me amedrontada,
Então eu ouvi uma voz forte
Como um trovão
Que me dizia:
Uma janela para o infinito!
Então eu disse:
É Deus falando comigo
Entendi que era
A voz de Deus.
Olhava a janela
Lá no alto
E vi o céu azul
Acordei maravilhada
Com aquele sonho
Era real, desde então
Passei a crer que por mais
Turbulenta que seja a minha vida,
Mesmo não havendo portas,
Deus abrirá uma janela para
Que eu veja o infinito.
Se não houver porta
Como saída
Terei uma janela.
O senhor me libertará.




Sonho de Deus
Como uma profecia.


Terezinha C Werson

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores