sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

ESCURECEU

Escureceu...

De repente um manto
Negro sobre a cidade se estendeu.
Dentro de mim um medo estranho.
Gotas pesadas lavam as vidraças
Um vento enraivecido
Bate no telhado
Raios riscam o céu negro
Trovoes gritam na escuridão
Ruas em rios se transformaram
Quase noite, prédios já não enxergo
Algumas luzes já começam a piscar
E o céu negro ficou cinzento
E o meu medo pouco a pouco
Acalmou-se.

Terezinha C Werson




Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores