terça-feira, 26 de junho de 2012

OUÇO MUITO...


OUÇO MUITO...




Me aceite como sou
Sou tímida, ouço muito.
Falo pouco.

Só elogio se gosto
De falsidade não gosto
Sou simples como
Minhas poesias.

Sou mar manso
Às vezes mar revolto
Sou floresta ensolarada
Sou floresta escura e fria.

Sou dia claro e azul
Às vezes pura neblina
Sou noite enluarada
Sou escura como breu.

Sou brisa da madrugada
Sou vento enraivecido
Sou uma garoa fina
Sou tempestade furiosa. 

Sou riacho que sussurra
No meio da solidão

Terezinha Werson



Um comentário:

may lu disse...

Boa tarde!
Nos versos despidos de tuas mãos
São tuas palavras... É tua maneira de ser.
Libertando o que há em ti...
Para muitos são linhas que se alinham
Para ti é sua essência.
Doce beijo!

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores