terça-feira, 28 de outubro de 2008

Alem do lago

Uma igrejinha onde
Faço minhas orações,
Minha casinha de campo
Onde meus olhos se perdem
Contemplando a imensidão

Uma arvore sem folhas
Seca, quase morrendo.

As pedras onde sento
Nos dias ensolarados,
E ali fico a meditar...
Tudo em volta é silencio...

Tem um laguinho solitário
Aonde nas manhas de sol
Ele despeja seus raios
E nas noites de luar
A lua vem de mansinho
Neste lago mergulhar.

Autora:Terezinha C Werson

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores