segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

CHUVA

CHUVA


Fechei a janela
Através do vidro fiquei a olhar
A chuva que começou a cair.


Olhei para o céu cinzento
Gotas finas caiam como fios prateados
Coisa linda!Um vento leve açoitava
Os fios, que balançavam.


Relâmpagos tocavam nos fios prateados
Colorindo o cinza do céu
Pensei: abrirei as minhas mãos
Quero sentir as gotas escorrendo entre meus dedos.


Novamente pensei:
Há se Deus derrama-se bênçãos
Como as gotas que caem em minhas mãos
Seriam bênçãos sem tamanho.


Senhor quero bênçãos
Como as gotas que estão
Sobre as minhas mãos.


Terezinha C Werson
13/12/2010

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores