quinta-feira, 4 de março de 2010

A JOVEM




A JOVEM

Cabelos, ondulados,
O vento
Levemente
Brincava com os seus cachos
Pele morena
Uma leve palidez
No seu rosto aparecia
A timidez da juventude
Lhe dava um ar de mistério.
Mil sonhos
Mil ilusões.

Mil castelos construía
O céu era sempre azul
Sempre havia estrelas
A lua era sempre nova
Para maior claridade,
Toda chuva era bênção.

Os trovoes era uma festa
Os raios riscando o céu
Ela se embevecia
Achando que era fogos
Que saia lá do céu.

As matas eram mais verdes
Os jardins bem mais floridos
Tristeza nunca existia
Em tudo havia esperança
No coração, só amor
Só conhecia bondade
Vivia cantarolando
Musicas só para Deus
Essa jovem era eu.

AUTORA:TEREZINHA C WERSON-SANTOS-2007

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores