terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

MAR MANSO


Mar manso...


Mar calmo manso
Que lindo!
Nas profundezas inquietação
Algo se move onde ninguém ver.
De repente num segundo
As profundezas estremecem!
A terra balança tudo esta ruindo
Escombros gritos desespero!
Não existe escolha velhos crianças
Grávidas, doentes, ricos, pobres
Poeira barulho pavor
Deus não entendemos
Tanta tragédia
Horror! final dos tempos?
Apocalipse...
Tudo acabado.
Pessoas sem pão
Sem água sem casa
Sem parentes
Sem amigos
O mundo estremece
De tristeza.
Senhor nos ajuda a entender
Tanta angustia tanta dor.

(Terezinha C Werson)

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores