terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

UMA MULTIDÃO


Uma multidão.


Ando em meio a uma multidão muda.
Tanta gente ninguém se conhece
Na rua, no elevador
Todos mudos, todos cegos
Ninguém se olha somos todos estranhos.

Dentro das nossas
Casas somos desconhecidos solitários
Palavras não ouvimos
Só o som da televisão
Noticias deprimentes.

Falar sobre Deus
Nem pensar!
Se não deixar Deus morar em nossos corações
Estamos perdidos.

Se não conversarmos com Deus
Será muito triste
A solidão será a companheira
Deus é aquele que eu chamo
Porque sei que ele me escuta.


Terezinha C Werson
30/12/2009)

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores