terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

A TARDE CAI LENTAMENTE


A tarde cai lentamente


O entardecer vai chegando
O crepúsculo colorido
Vai sumindo.

Eu solitária sento-me
Entre as flores perfumadas
Do jardim colorido.

Uma imensa solidão
Senta-se perto de mim
Escurece quase noite.

Pouco a pouco
Os vaga-lumes vão chegando
Começam a brilhar
Iluminando o meu crepúsculo
E a minha solidão.


(Terezinha C Werson
28/1/2010)

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Sao Paulo, Capital, Brazil
Gosto de escrever poesias prefiro escrever do que falar gosto de ler,nao tenho autor preferido, o importante é que seja um bom livro. escrever é uma maneira de mostrar o que nos vai na alma.

Arquivo do blog

Seguidores